Skip to content

Pedido de seguro desemprego online, veja como fazer.

08/01/2019

O Ministério do Trabalho libera o pedido do seguro desemprego através da internet. A plataforma que possibilita a habilitação do beneficio pela web está disponível desde o dia 19 de dezembro de 2018. Através do site Emprega Brasil os pedidos passam a ser digitais.

Anteriormente o trabalhador demitido sem justa causa precisava agendar o atendimento e comparecer a uma unidade do Ministério do Trabalho para conseguir a liberação das parcelas.

Como funciona o pedido de seguro desemprego pela internet?

O pedido digital funciona da seguinte forma, após o trabalhador receber toda a documentação referente ao seguro desemprego, que são os documentos entregues na homologação, poderá solicitar o benefício online.

Pedido de seguro desemprego online, veja como fazer.
Pedido de seguro desemprego online, veja como fazer. - (Image: Reprodução)

O trabalhador deve inserir as informações no site do Emprega Brasil e aguardar a checagem do sistema. Se o Ministério considerar que as informações que constam na base são suficientes em trinta dias o benefícios será liberado ao solicitante. Para o caso que houver necessidade de complementação de informação o trabalhador deverá comparecer a um posto de atendimento com todos os documentos.

+Você busca por uma conta digital? Veja quais são as 5 melhores.

Ao acessar o site do Emprega Brasil o trabalhador deve se cadastrar informando seus dados pessoais. Logo após deverá responder um questionamento sobre as empresas onde trabalhou formalmente.

É importante ter bastante atenção ao responder o questionário, caso tenha algo respondido de forma errada o usuário é obrigado aguardar 24 horas para outra tentativa.  Após o cadastro o trabalhador poderá acessar o site e buscar pelo serviço de seguro desemprego.

Para obter mais informações o trabalhador pode entrar em contato com a central de atendimento através do número de telefone 135.

Qual é o valor do beneficio

O valor pago para o trabalhador demitido varia entre R$ 954,00 (salário mínimo) e R$ 1.677,74, vai depender da média salarial.

Quantas parcelas são liberadas

O número de parcelas varia entre 3 e 5 parcelas, que vão de acordo com o tempo trabalhado, conforme abaixo:

  • O trabalhador que possui de 6 a 11 meses trabalhados pode receber 3 parcelas;
  • De 12 a 23 meses trabalhados pode receber 4 parcelas;
  • Entre 24 meses ou mais são 5 parcelas.