Bradesco Bradesco será investigado por impedir atuação de GuiaBolso

Bradesco será investigado por impedir atuação de GuiaBolso

Novo saque imediato do FGTS será liberado esta semana

A partir de sexta-feira (22) dois novos grupos de trabalhadores poderão sacar até R$ 500 de...

Trabalhou em 2018? Pode receber até R$ 998 no 5º lote do PIS

Começa nesta quinta-feira (14) o pagamento do quinto lote do abono salarial do PIS/Pasep para quem trabalhou...

Extrato FGTS: como consultar o seu?

Novas mudanças no saque do benefício foram anunciadas no mês de julho. Saiba como consultar o...
Renata Calazans
Renata Calazans
Brasileira nascida em São Paulo.  Redatora de Sites há três anos. Em 2013, se formou em Administração de Empresas pela Universidade Paulista.  Esta sempre atualizada com as últimas notícias do mundo. Desde 2015 atua com criações de conteúdos para diversos canais de informação. Contato: [email protected]
- Publicidade -

Banco Bradesco será investigado em caso de supostas práticas anticompetitivas que atrapalham a atuação do GuiaBolso. O processo administrativo foi aberto pelo Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica).

Além do processo de investigação o banco e a fintech travaram uma disputa pelo mesmo caso na Justiça.

Aplicativo vai pagar boleto de até R$ 1.500 para quem acertar perguntas
(Imagem: Guia Bolso)
- Publicidade -

De acordo com o processo emitido pelo órgão, o Bradesco impede o funcionamento do GuiaBolso ao criar uma segunda camada de autenticação manual. Os usuários da fintech que são correntista de outras instituições financeiras autorizam o acesso á informações bancárias por meio de senhas.

No caso os clientes do Bradesco não conseguem inserir seus dados na plataforma porque o banco estabeleceu uma senha aleatória adicional para o acesso a suas contas correntes.

O caso está aberto desde julho de 2018, alegando que a fintech depende das informações do Bradesco para garantir seus serviços.

O banco vem informando que zela pela proteção das informações de seus clientes e segue a lei do sigilo bancário. Já o GuiaBolso preferiu não comentar o caso, mas declarou “Reforçamos que o caso não altera a nossa missão de melhorar a vida dos brasileiros e transformar o sistema financeiro”.

Guia Bolso

A fintech atua como organizadora financeira de seus usuários, para isso precisa da permissão do cliente para acessar os dados bancários, como cartões de crédito e conta corrente. Com a liberação a empresa reorganiza os gastos por categoria e a renda.

A pessoa que utiliza esse serviço do aplicativo fornece uma senha de acesso á conta, que não é a mesma utilizada para efetuar transações. Dessa forma o GuiaBolso possui atualmente mais de 5 milhões de usuários.

Além da organização financeira, a fintech passou a oferecer crédito pessoal a seus usuários. Serviço disponibilizado através da Just, empresa do grupo, e também por bancos menores que são parceiros.

Saiba mais!
Para obter mais conteúdos siga a Credicar Vantagens em nosso canal do Google News e nas redes sociais como Facebook, Twiter, Linkedin e compartilhe com seus contatos.

Acompanhe nossos artigos e fique por dentro de assuntos sobre Finanças Pessoais, Educação Financeira e outros.

Veja Também:

- Publicidade -

Mais artigos como este

- Advertisement -