Justiça suspende a comercialização do cartão de crédito consignado do BMG

A Justiça de Minas Gerais tomou uma nova decisão em relação ao caso do Banco BMG, a comercialização do cartão consignado foi suspensa.

O caso que está aberto há mais de dez anos na Justiça e teve um aumento no valor da multa diária que passou a ser R$ 200 mil. A instituição esta sendo acusada de oferecer o serviço de maneira irregular.

Justiça suspende a comercialização do cartão de crédito consignado do BMG
Imagem: Divulgação

O banco estaria oferecendo o cartão de crédito consignado para aposentados, pensionistas e idosos via telefone, e com isso descumprindo a determinação judicial de 2008, onde proibi o BMG de efetuar esse tipo de contratação por meios telefônicos.

A nova decisão foi publicada na última sexta-feira (8) e relata que a instituição está proibida de comercializar este tipo de serviço até comprovar de fato que não efetua essas práticas ilegais nos últimos anos.

De acordo com a advogada Lillian Salgado do Instituto de Defesa Coletiva, essa regra vale para todo território nacional. Ainda de acordo com a advogada foram muitas reclamações e isso resultou no pedido de uma medida mais pesada para os bancos que praticam essas ações.

O banco publicou uma nota dizendo que vai recorrer ao caso, e que a ação foi um equivoco. O BMG ainda relatou que cumpre todas as normas aplicáveis a este tipo de serviço.

Fonte: Estadão.

Saiba mais!
Para obter mais conteúdos siga a Credicar Vantagens em nosso canal do Google News e nas redes sociais como Facebook, Twiter, Linkedin e compartilhe com seus contatos.

Acompanhe nossos artigos e fique por dentro de assuntos sobre Finanças Pessoais, Educação Financeira e outros.