Banco do Brasil, Santander e Bradesco estão no topo da lista de reclamações

Bradesco, Santander e Banco do Brasil foram os bancos que mais receberam reclamações durante o quarto trimestre de 2018. A lista que foi divulgada nesta terça-feira (15) pelo Banco Central, consta nomes de principais instituições financeiras do mercado.

O Banco do Brasil lidera o ranking com um índice de 24,98 seguido do Santander com 24,04, e o terceiro lugar ficou com o Bradesco com índice de 23,52. Nesta lista constam instituições que possuem mais de 4 milhões de clientes.

Na lista anterior, referente ao terceiro trimestre do ano passado, o Banco do Brasil também ocupou a liderança, o índice anterior foi de 25,22. O BB apresentou uma pequena melhora, mas não foi o suficiente para deixar a primeira posição.

Banco do Brasil, Santander e Bradesco estão no topo da lista de reclamações
Imagem: Divulgação

Já o Santander que ocupava a terceira posição aumentou o número de queixas de clientes e subiu para o segundo lugar. O Bradesco conseguiu melhorar a situação e de segundo foi para terceiro.

A lista atual ainda contou com o Banrisul com a quarta posição, com índice de 19,30. A Caixa Econômica Federal também marcou presença no ranking de reclamações, a estatal ficou em quinto lugar com índice de 18,92.

Na sequencia temos: em sexto lugar o Itaú (17,33); sétima posição ficou o Omni (12,42); oitavo lugar foi Votorantim (12,15); o nono lugar ficou com Banco CSF (7,18); 10º posição ficou com Midway (6,04); e o 11º lugar com o Banco do Nordeste (0,88).

Veja também:

+Cartão de Crédito Ipiranga oferece descontos em combustível
+Cartão de crédito Porto Seguro com desconto no seguro do seu carro
+Cartão de crédito Pontofrio oferece parcelamento de compras sem juros
+SENAC 2019: Inscrições abertas para o Curso de Gastronomia
+Banco Original oferece cartão de crédito sem anuidade ao abrir conta digital

Os bancos Midway e Banco do Nordeste mantiveram as mesmas posições do ranking referente ao terceiro trimestre.  O Banrisul aumentou os números de reclamações e deixou a quinta posição para assumir a quarta. Já no caso do Itaú que havia apresentando um índice de 18,18 no ranking anterior, agora mostrou uma melhora significativa.

O ranking que é feito a cada três meses tem uma forma de cálculo. Para chegar a estes dados, o BC calcula o número de reclamações coerentes, divido pelo número de clientes de cada banco e multiplica por 1.000.000. Ou seja, quanto maior o índice pior é a classificação da empresa.