24.3 C
São Paulo
26/11/2020

Confira 7 tendencias no ambiente econômico para 2020

Destaque do Dia Confira 7 tendencias no ambiente econômico para 2020

O Ministério da Economia projeta que o Brasil registrará crescimento econômico de 2,40% em 2020. Isso mostra que a expectativa é de um ano de melhoria no nosso país. Mas quais são as principais tendências na economia nacional?

Imagem Divulgação

Todos os anos, existem temas, segmentos e perspectivas que marcam o ano e apresentam as melhores oportunidades de performance para investidores, empresários e todas as pessoas que atuam no mercado econômico.

Por isso, é essencial saber quais as tendências na economia em 2020 para se planejar e aproveitá-las ao máximo. Ficou interessado em saber quais as principais tendências? Então siga a leitura!

1. MUDANÇAS NO INSS É UMA DAS TENDÊNCIAS NA ECONOMIA EM 2020

O ano de 2019 ficou marcado pelo debate em relação a Reforma da Previdência. O ano inteiro foi dominado pelo assunto, que só foi votado e aprovado pelo Congresso no fim de outubro.

Por ser uma mudança tão significativa, as alterações no INSS e derivados também serão uma das grandes tendências de 2020. Não tanto por novas reformas, mas pelo controle de aplicação das novas regras.

Em 2020, as empresas ficarão de olho no calendário de pagamento INSS, nas novas alíquotas de recolhimento, nas alterações nas regras de benefícios fora da aposentadoria e muito mais.

Para quem trabalha, será um ano de adaptação às mudanças e entendimento prático do que foi debatido apenas no ramo intelectual em 2019.

No site Meu INSS você pode ter todos os detalhes sobre pagamentos e novidades. 

2. AUTOMAÇÃO PRODUTIVA SERÁ UM ASSUNTO MUITO DISCUTIDO NO ANO

Uma das maiores discussões da economia mundial é a automação produtiva. Em 2020, o assunto deverá chegar a um ponto inédito, já que as tecnologias que permitem essa tendência estão se aprimorando.

Por exemplo, as cadeias automotivas não estão mais restritas apenas às fábricas. Elas estão chegando a setores de serviços, como entregas (a China já fez a primeira entrega por drones), advocacia e até em lanchonetes, com o robô que frita hambúrgueres automaticamente.

3. QUEDA DA RENDA FIXA E ASCENSÃO DA RENDA VARIÁVEL PARA OS INVESTIDORES

2019 trouxe um recorde para a economia brasileira: o menor patamar da Taxa Selic da série histórica. Nunca a taxa de juros da economia foi tão baixa.

Com isso, a perspectiva é que, novamente, a Caderneta de Poupança deixe de ser um bom investimento: com os números atuais, ela deverá perder em cerca de 0,5% da inflação em 2020.

Por isso, uma das tendências na economia para investidores é remover as aplicações de títulos de Renda Fixa, como o Tesouro Direto, LCIs, LCAs e CDBs e direcioná-los para a Renda Variável, mais lucrativa.

Se a Bolsa de Valores já bateu recordes em 2019, a perspectiva é que ela bata muito mais em 2020, com esse crescimento e valorização das possibilidades de Renda Variável.

4. FOCO AMBIENTAL PARA EMPRESAS E POLÍTICOS DE TODOS OS LUGARES

A personalidade do ano pela revista Time em 2019 foi a ativista Greta Thunberg. Nos EUA, a congressista Alexandria Ocasio-Cortez foi a mais comentada ao propor o Green New Deal, um acordo econômico que visa zerar as emissões de carbono no sistema produtivo americano até 2020.

Ainda nos EUA, o candidato à presidência pelo Partido Democrata, Bernie Sanders, tem subido nas pesquisas com um discurso ambientalista, o mesmo que deu destaque nas votações na União Europeia em 2019.

É inegável que o ambientalismo está em pauta em 2020, especialmente a cada vez que relatórios de cientistas saem com alertas sobre o meio ambiente e o aquecimento global.

Por isso, uma das grandes tendências na economia em 2020 será o foco ambiental que as grandes empresas e políticos darão para as suas ações e qual o impacto econômico disso.

5. MARKETING INTERATIVO COMO FERRAMENTA DE CRESCIMENTO ECONÔMICO

O Marketing é um setor em constante transformação. O que funciona em um ano, não dá resultados em outro pois o jogo já mudou quase que completamente. 

Em 2019, o foco foram nos influenciadores. É fato que eles ainda permanecerão em evidência em 2020, mas a grande tendência será o marketing interativo como plataforma de crescimento.

As grandes empresas utilizarão ferramentas de interação como realidade aumentada, realidade virtual, pesquisas, jogos e outros elementos com base em dados para obter os melhores insights e negócios de seus clientes.

6. ASSINATURA COMO SERVIÇO É UMA DAS TENDÊNCIAS NA ECONOMIA DE 2020

O segmento de assinatura como serviço vem crescendo ano após ano e deve chegar ao auge em 2020. Além das famosas caixas-surpresa, que são vendidas com dezenas de temáticas como roupas, livros, comidas, brinquedos e mais, praticamente qualquer serviço será vendido como assinatura em 2020.

Já existem aqueles que oferecem cardápios por assinatura (basta escolher uma opção e receber em casa todos os ingredientes para a comida da semana), advocacia, mentoria, contabilidade e muito mais.

As principais ferramentas para os serviços de assinatura, como entregas mais ágeis, parcerias para vendas em escala e marketing pela Internet, já estão desenvolvidas o suficiente para gerar resultados cada vez maiores.

Além disso, o alto nível de desemprego estimula as pessoas a encontrar soluções criativas para conseguir dinheiro, o que gera negócios inovadores como esses. Por isso, ainda há muita margem de crescimento para o setor.

7. COMPARTILHAMENTO E COWORKING EM VÁRIOS SETORES DIFERENTES

Por fim, 2020 será o ano em que a queda do espaço físico como obrigatoriedade de negócio acontecerá como uma das grandes tendências na economia.

Coworking e espaços compartilhados (como as cozinhas que estão abrindo nas grandes capitais) permitirão a criação de empresas que existem no espaço digital, mas cujo espaço físico está em constante mudança.

Isso permite que as empresas seja mais livres para se realocarem sempre que quiserem, uma vez que não têm uma base fixa em algum lugar. Por exemplo, um cozinheiro pode criar um restaurante em um aplicativo como o Rappi e alugar diversas cozinhas compartilhadas pelo Brasil, fazendo uma espécie de “turnê” com os seus pratos.

Ao mesmo tempo, abrir empresas e restaurantes fica mais barato, o que permite um maior nível de empreendedorismo no país.

E aí, o que achou das principais tendências na economia em 2020? Acha que tem o que é preciso para explorá-las ao máximo? Então deixe um comentário abaixo com a sua opinião sobre o assunto!

X