24.3 C
São Paulo
26/11/2020
Início Site Página 3

Nubank anuncia medidas para ajudar seus clientes durante crise do coronavírus

0

Após os bancos da Federação Brasileira de Bancos (FEBRABAN) anunciarem medidas visando auxiliar seus clientes durante o surto de coronavírus, como a extensão de prazo para pagamento de dívidas em 60 dias, foi a vez do banco digital Nubank se posicionar.

A fintech prometeu R$ 20 milhões para apoiar seus clientes durante a crise, custeando atendimento médico, alimentação, remédios e outros serviços, conforme noticiou a Exame nesta quarta-feira, 25 de março.

Nubank reforça relacionamento com seus clientes

Segundo o Nubank, a verba para a iniciativa virá da sua parte de marketing e outros ganhos de eficiência. O plano consiste em firmar parcerias com empresas como o Hospital Sírio-Libanês, o aplicativo de atendimento psicológico Zenklub, as empresas de delivery iFood e Rappi, além do aplicativo responsável por vender produtos de pet shop Zee.Dog.

A fintech explica que o cliente pode entrar em contato, explicar a necessidade, e ele será direcionado a um parceiro da iniciativa – embora ressalte “na medida do possível”.

O Nubank acrescenta ainda que sua equipe de atendimento está sendo treinada para ouvir as necessidades dos clientes e buscar formas de auxiliá-los. O contato pode ser feito por telefone, chat ou e-mail. Além disso, as questões envolvendo produtos da fintech continuam sendo feitas normalmente.

O Hospital Sírio-Libanês um dos parceiros do banco digital, disponibilizou mil atendimentos em sua plataforma de teleorientação médica para os clientes Nubank. Isso quer dizer que, para que os clientes saibam se foram contaminados pelo coronavírus e como proceder caso tenham sido, um atendimento remoto será realizado.

Ressalta-se ainda na reportagem que parte da verba do fundo será utilizada para continuar o atendimento remoto após o fim dos mil atendimentos gratuitos, por meio de vouchers para agendamento de consulta.

O atendimento psicológico feito pela Zenklub funcionará em uma dinâmica semelhante. O Nubank disponibilizará, dependendo do caso apresentado, vouchers para que clientes consultem sem custo a Zenklub.

O Zee.Dog, por sua vez, vai oferecer 20% de desconto para clientes da fintech na primeira compra pelo app. Juntamente com o desconto, o Nubank dará vouchers de até R$ 100,00 para consultas e itens – funcionando para as capitais de São Paulo e Rio de Janeiro.

Quanto aos aplicativos de entrega, iFood e Rappi, créditos serão disponibilizados para serem utilizados em entregas de comida e outros produtos. Tanto a compra quanto a entrega serão pagos pelo Nubank.

A fintech até mesmo disponibilizará um serviço educativo, a fim de auxiliar aqueles que não possuem familiaridade com iFood e Rappi a fazerem seus pedidos. Além das parcerias já mencionadas, é possível verificar a lista completa aqui.

Por fim, pedidos de empréstimo pessoal e renegociação de pagamento das faturas estão sendo avaliados caso a caso através dos canais de atendimento.

Fonte original do conteúdo: Nubank anuncia medidas para ajudar seus clientes durante crise do coronavírus

Como Solicitar – Auxílio Cidadão De R$600,00 Mensais É Aprovado

0

Como solicitar o auxílio mensal para trabalhadores? Finalmente, o benefício é aprovado pela Câmara dos deputados e poderá durar por 3 meses.

Corona voucher, como popularmente foi chamado pelos políticos, consiste em ser um benefício de R$600,00 (seiscentos reais) que será distribuído aos trabalhadores informais, autônomos, pessoas de baixa renda ou microempreendedores que não tem condições de continuar trabalhando neste cenário da pandemia do COVID-19.

Porém muitas pessoas possuem dúvidas de como solicitar o benefício do corona voucher, e é isso que iremos debater mais adiante.

O benefício que inicialmente era de R$200,00 e causou grande controvérsia por não condizer com a realidade da população brasileira, recebeu grandes críticas por não ser suficiente nem para garantir o básico: a alimentação.

como solicitar

O próprio Presidente Bolsonaro disse ter conseguido acordar com Paulo Guedes, um valor que não fosse tão baixo e que estivesse ao alcance do governo. A medida visa beneficiar 14,3 milhões de famílias, que poderão em breve saber como solicitar.

Como solicitar – Quem tem direito ao benefício?

– Todos trabalhadores informais têm direito ao benefício. As condições é que sejam maiores de idade, ou seja, tenham mais de 18 anos, obviamente não tenham emprego formal ou carteira assinada, e não devem ter renda familiar superior a R$3153,00 (três mil, cento e cinquenta e três reais), o que é equivalente a três salários mínimos, ou receber até R$522,50 por pessoa.

– MEI: Microempreendedores individuais também tem direito, porém não devem estar recebendo nenhum auxílio como previdência ou seguro desemprego. Mas caso esteja recebendo bolsa família, poderá escolher entre a bolsa família ou o benefício, decidindo pelo que lhe convém.

– Mães de famílias poderão receber R$1200,00 (mil e duzentos reais) caso sejam o único membro da família que trabalha.

Como solicitar o benefício?

Como solicitar o benefício? Há certos requisitos para poder solicitar o benefício, como por exemplo, ser inscrito no CadÚnico, que é o Cadastro Único para programas sociais.

Para pessoas não cadastradas no programa CadÚnico, serão usados dados do CNIS (Cadastro Nacional de Informações Sociais), esse cadastro é adotado pela previdência privada para armazenar dados dos trabalhadores.

Caso a pessoa também não faça parte do CNIS, o governo em conjunto com o ministério da economia, pretendem criar uma plataforma exclusiva para que as pessoas cadastrem-se.

Após isso será checado todos os dados do cadastro, para saber se estas pessoas já trabalharam ou se já foram acolhidas por algum benefício do governo.

Para receber o auxílio mensal a pessoa deve ter o cartão cidadão ou conta na caixa econômica federal. Poderá ainda, ser recebido, para aqueles que possuam, no cartão do bolsa família.

Qual o valor do benefício?

O valor do benefício varia conforme a sua função. Por exemplo, se você for um trabalhador informal, poderá receber determinado valor, e se for mãe chefe de família, outro valor, vejamos abaixo.

O valor do auxílio emergencial pode variar de R$600,00 a R$1200,00, dependendo se é um trabalhador informal ou mãe de família única e provedora.

Inclusive duas pessoas da mesma família poderão receber o benefício o que poderá contribuir para uma renda familiar de R$1200,00.

Como serão feitos os pagamentos?

como solicitar

Os pagamentos serão efetuados por meio de depósitos na conta bancária que foi informada no momento do cadastro do cidadão.

Se a pessoa não tiver nenhuma conta bancária é muito provável que o governo irá depositar em uma conta bancária que será criada ou na Caixa Econômica Federal ou no Banco do Brasil.

Quando poderei solicitar o benefício?

Tudo indica que nos próximos dias de abril será divulgado a data quando o auxílio mensal será pago. Mas tudo pode mudar, conforme forem sendo tomadas as novas medidas do governo para conter a pandemia e a crise econômica.

Você saberá como solicitar o seu benefício, em breve! Por isso mantenha-se atento nas notícias de política e principalmente relacionadas a economia. É através do Ministério da Economia, que você saberá quando e como poderá solicitar seu benefício.

Com a emenda aprovada, primeiro ela precisa passar pelo Senado e ser legitimada pelo presidente, mas pelo que parece isso será rápido já que é uma medida emergencial, que inclusive já devia ter sido tomada o quanto antes.

Fique atento as notícias e informações referentes a esse processo do corona voucher! A cada dia podem surgir notícias e novidades referente ao recebimento e novas medidas que possam ser adotadas pelo governo federal.

Para saber como solicitar seu benefício, fique atento ao site do ministério da cidadania, NESTE LINK.

Fonte original do conteúdo: portal emprega

Primeiro paciente confirmado com coronavírus no Brasil está curado

0

primeiro caso confirmado do novo coronavírus no Brasil, um homem de 61 anos morador de São Paulo, está totalmente livre da doença. A informação repassada pelo secretário de Saúde do Estado, Luiz Henrique German, durante uma reunião com o governador João Dória, de acordo com a Rádio Bandeirantes.

É importante não confundir esse caso com o de outro paciente, de 60 anos, do Rio Grande do Sul, que foi o primeiro registro de cura no Brasil do novo coronavírus. O homem também apresentou os sintomas no dia 29 de fevereiro, após retornar de uma viagem à Itália, mas foi diagnosticado apenas 10 dias depois.

Assim como no caso de São Paulo, este paciente não apresenta mais sintomas de Covid-19, segundo a secretaria municipal de Saúde de Campo Bom (cidade onde o paciente vive), e já retornou às suas atividades. Embora não tenham apresentado nenhum sintoma, os familiares do paciente seguem sendo acompanhados pelos agentes de saúde do município.

Segundo atualização feita nesta sexta-feira (13) a partir de balanços divulgados pelas secretarias estaduais de Saúde e pelo Hospital Albert Einstein, o Brasil possui ao menos 151 casos confirmados do novo coronavírus. O hospital havia confirmado, na noite de quinta-feira (12), 98 infecções, sendo que, do total, 60 foram diagnosticadas em um período de apenas 24 horas.

Segundo o Ministério da Saúde, o País já teve também seus primeiros casos de transmissão comunitária de coronavírus. A nova situação foi registrada nas cidades de São Paulo e do Rio de Janeiro. Transmissão comunitária ocorre quando as equipes de vigilância não conseguem mais mapear a cadeia de infecção, não sabendo quem foi o primeiro paciente responsável pela contaminação dos demais.

Via: Band/Agência Brasil

Fonte original do conteúdo: Primeiro paciente brasileiro com coronavírus está curado

Conheça os 15 cursos de graduação preferidos das mulheres

0

A figura da mulher educadora e cuidadora ainda é forte nas cadeiras das instituições de ensino superior do Brasil, apesar da presença feminina em todas as áreas de conhecimento. A constatação foi feita pelo site Quero Bolsa ao avaliar dados apurados pelo Censo do Ensino Superior, do Ministério da Educação (MEC). O curso de Pedagogia é disparado o mais ocupado por elas, com 93% do total de alunos (veja o ranking abaixo).

Os 15 cursos preferidos das mulheres:

1. Pedagogia

2. Direito

3. Administração

4. Enfermagem

5. Ciências Contábeis

6. Psicologia

7. Serviço Social

8. Gestão de Recursos Humanos

9. Fisioterapia

10. Educação Física

11. Arquitetura e Urbanismo

12. Engenharia Civil

13. Nutrição

14. Medicina

15. Farmácia

Na análise mais detalhada, o curso de Pedagogia perde apenas a preferência entre as universitárias com menos de 25 anos de idade e que estudam em faculdades privadas. Neste caso, o curso de Direito possui o maior número de mulheres matriculadas, seguido por Administração e Pedagogia. Entre as estudantes acima de 30 anos, também há diferenças no perfil das que cursam o ensino público e privado. Apesar da liderança de Pedagogia em ambos os grupos, as alunas que estudam em universidades estaduais e federais preferem as carreiras de Licenciatura. A graduação em Letras – com suas variadas habilitações – aparece em segundo lugar, enquanto Matemática, História e Geografia ocupam, respectivamente, o quinto, sexto e sétimo no ranking. O curso de Direito ocupa apenas a nona colocação.

“É possível concluir que após os 30 anos de idade, as mulheres buscam áreas de atuação onde o ingresso de profissionais mais velhos não é um obstáculo, caso da carreira de professor. Além disso, os cursos de licenciatura oferecidos por instituições públicas são menos disputados do que outras carreiras, o que seria um facilitador ao ingresso. Isto poderia ser explicado, em parte, pelo fato de que muitas mulheres, por ter jornada dupla em casa e no trabalho, julgam ter menor tempo de preparação para disputar os cursos mais disputados”, avalia Pedro Balerine, diretor de inteligência de mercado do Quero Bolsa.

Já entre as alunas das faculdades privadas, Direito ocupa o segundo lugar e os cursos de Enfermagem, Psicologia, Fisioterapia e Nutrição passam a figurar entre os 15 mais procurados pelas mulheres. “Provavelmente, elas levam em consideração uma combinação de fatores. Um deles é o custo do curso versus a possibilidade de remuneração futura. Nesse caso, em via de regra, o mercado de saúde oferece salários melhores do que a área de educação. Ou seja, já que é necessário investir tempo e dinheiro na faculdade, é melhor que a perspectiva de ganho seja mais promissora. Também é importante lembrar que as opções de cursos de licenciatura são mais limitadas na rede privada”, explica Balerine.

Presença feminina

A participação feminina no ensino superior tem se mantido estável em 57% do total de alunos matriculados entre 2009 e 2016, período avaliado pela área de inteligência do Quero Bolsa. Ao longo desses anos, porém, houve uma queda expressiva no total de mulheres com mais de 30 anos nas faculdades brasileiras. Em 2009, elas representavam 45% das alunas matriculadas, enquanto em 2016 (último ano com dados disponíveis) eram apenas 20%. Na avaliação do diretor de Inteligência do Quero Bolsa isso leva a crer que o ingresso delas no ensino superior tem ocorrido cada vez mais cedo, possivelmente graças aos programas de incentivo como financiamentos e bolsas de estudo.

Os dados apurados pelo MEC em 2016 se equivalem quando analisada a participação das mulheres no programa Quero Bolsa. Elas eram 59,8% do total de bolsistas, sendo que 21% delas tinham 30 anos ou mais.

Fonte do conteúdo: https://oportaln10.com.br/conheca-os-15-cursos-de-graduacao-preferidos-das-mulheres-79300/#ixzz6H2t1Pklo

Gripe e coronavírus: confira 12 dicas para a prevenção e cuidado na escola

0

A escola pode ser um ambiente para a uma fácil proliferação de gripes e outras doenças contagiosas, como o coronavírus, se medidas de segurança e higiene não forem tomadas.

Isso porque a sala de aula é um ambiente fechado com muitas pessoas. Então, é importante estar atento aos sinais de gripe e saber como proceder caso um aluno ou professor esteja doente.

Além da gripe, o coronavírus tem despertado medo e curiosidade entre as pessoas, além de desinformação com as chamadas fake news. Por isso, fizemos uma lista com dicas sobre como se prevenir e o que é mentira e verdade sobre o coronavírus. Confira:

Como prevenir a gripe na escola:

  1. Alunos e colaboradores do colégio não devem comparecer caso apresentem os sintomas ou sejam diagnosticados com gripe. Nesse caso, deve-ser esperar 24h após o desaparecimento da febre ou sete dias após o surgimento dos sintomas para retomar as atividades. É importante que os pais ou responsáveis não deixem a criança ir para a escola nesse período. Caso o professor identifique alguma criança com os sintomas ou febre, deve avisar imediatamente os responsáveis;
  2. Explicar aos alunos a importância de lavar bem as mãos, além de ensiná-los a fazer a higienização correta, principalmente após tossir, espirrar e antes de se alimentar;
  3. Evitar o contato com quem apresenta sintomas de gripe;
  4. Ensinar aos alunos que ao tossir e ao espirrar deve-se proteger a boca corretamente, com um lenço de papel ou com os cotovelos, além de higienizar as mãos depois.
  5. Explicar aos alunos que não se deve ter o hábito de tocar os olhos, o nariz e a boca.
  6. Incentivar os alunos a trazer de casa os objetos de uso pessoal, como garrafinhas, pois eles não devem ser compartilhados;
  7. Ensinar a importância da vacinação. Nesse caso, é importante trabalhar o medo que algumas crianças têm da injeção;
  8. Fornecer copos descartáveis para que as crianças possam beber água no bebedouro ou incentivá-las a trazer garrafinha d’água de casa;
  9. Fornecer sabonete líquido e papel-toalha nos banheiros para que os alunos e os colaboradores possam fazer a higienização correta das mãos;
  10. Manter a sala de aula aberta e arejada, além de higienizar as carteiras escolares;
  11. Higienizar os objetos que serão utilizados pelos alunos. No caso das creches, é necessário que os brinquedos sejam lavados com água e sabão antes de serem dados às crianças;
  12. Promover campanhas informativas sobre a gripe de modo lúdico e envolvente entre os alunos.

Aos pais ou responsáveis, cabe a função de conversar com a criança sobre a importância de ter hábitos de higiene mesmo quando alguém do convívio não apresenta sintomas de gripes, afinal, a prevenção é constante.

Vacina contra a gripe

A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) recomenda que toda criança com mais de 6 meses deve ser vacinada contra a gripe. Ainda de acordo com a SBP,  a vacina é mais importante para crianças que tenham doença respiratória, como asma, ou que convivam com idosos ou adultos com saúde fragilizada. A única exceção é para as crianças que tiveram reações alérgicas severas à vacina.

Os pais ou responsáveis e os professores também devem se vacinar, sendo que estes últimos fazem parte do grupo de risco do Ministério da Saúde, recebendo a vacina gratuitamente pelo governo.

Coronavírus: prevenção e informação

Além da gripe, que geralmente é causada por vírus do tipo influenza, outro tem ocupado espaço no noticiário: o coronavírus. Só que este também tem sido alvo de notícias falsas, as chamadas fake news.

Fizemos, então, uma lista dos boatos mais disseminados na internet e que estão errados.

  • Boato: se você prender a respiração por mais de 10 segundos e não tossir ou sentir algum desconforto, não tem com o que se preocupar.

Verdade: a capacidade de prender a respiração não faz parte do diagnóstico da doença.

  • Boato: beber água a cada 15 minutos diminui a chance de contágio porque leva o vírus para o estômago. Se a boca e a garganta ficarem ressecadas, ele poderá ir para os pulmões, causando a contaminação.

Verdade: manter-se hidratado realmente dificulta a infecção pelo vírus, mas não tem nada a ver com lavar a garganta e levar ele para o estômago. Nesse caso, o importante é adotar alguma medidas:  evitar levar as mãos para a boca e para o nariz, manter-se hidratado, ingerir alimentos saudáveis e evitar aglomerações.

  • Boato: tomar chá quente ajuda a matar o vírus.

Verdade: um chá quente é bem gostoso, ainda mais nos dias frios. Só que o vírus afeta os pulmões, já o chá vai para o estômago, então tomar chá não vai ajudar a matar o vírus.

  • Boato: o vírus é resistente, principalmente em superfícies metálicas, onde ele pode sobreviver por até 12h.

Verdade: o vírus pode durar de 2h até 9 dias em qualquer superfície, isso depende de alguns fatores, como a umidade do ar, a temperatura e a quantidade de vírus no local. Por isso, evite tocar em superfícies de locais públicos e higienize as mãos caso toque.

A prevenção do coronavírus deve ser feita com os mesmos hábitos e medidas do vírus da gripe comum. Lavar ou higienizar as mãos de tempo em tempo, evitar compartilhar objetos de uso pessoal, como garrafas d’água, não levar as mãos para os olhos, a boca e o nariz, entre outras medidas que citamos acima.

Sintomas do Coronavírus

Segundo as informações divulgadas pela Secretaria de Saúde do estado de São Paulo, os sintomas do coronavírus se parecem com os de uma gripe. Por isso, o importante é procurar uma unidade de saúde ou um pronto-socorro caso apresente os sintomas de gripe.

Em geral, são coriza, tosse, dor de garganta e febre. Em alguns casos, o vírus também causa infecções das vias respiratórias, como pneumonia.

O período de incubação do vírus, isto é, o tempo entre ele infectar alguém e se manifestar por meio dos sintomas, varia entre 2 e 14 dias.

Fonte Original do conteúdo: Quero Bolsa

FGTS em Atraso: Descubra como Regularizar

0

O que é FGTS?

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) tem o objetivo de ser uma reserva para garantir a segurança financeira do trabalhador em casos de perda do emprego. Esse é um dos recolhimentos que um empregador deve fazer regularmente.

Quem tem direito ao FGTS?

O FGTS é para todo funcionário que possui contrato de trabalho formal, regido pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), e, também, trabalhadores domésticos, rurais, temporários, intermitentes, avulsos, safreiros e atletas profissionais.

O FGTS é disponibilizado para todos como o acesso ao montante só ocorre em situações específicas — como demissão sem justa causa —, muitos empregadores cogitam a possibilidade de acertar o valor do FGTS atrasado somente na hora da rescisão. Será que isso é permitido pela lei?

Dúvidas sobre o assunto são frequentes e, por isso, criamos este artigo com tudo o que os empregadores precisam saber sobre o FGTS em atraso. Aqui você verá informações sobre penalidades e sobre como fazer a regularização. Confira!

Como funciona o recolhimento do FGTS?

Os empregadores devem recolher mensalmente um valor equivalente ao percentual de 8% da remuneração do trabalhador para o FGTS. Existem exceções: no caso do jovem aprendiz, a alíquota é de 2%.

Ou seja, o valor de R$ 160 reais é recolhido em valor de um colaborador que tem o salário de R$ 2.000 reais. Um aprendiz que recebe R$ 1.000 reais tem o desconto de R$ 20 reais.

Em casos de demissão por parte do empregador, o pagamento das verbas rescisórias — Incluindo o FGTS, a multa de 40% e a contribuição social de 10% — deve ocorrer até o 1º dia útil após a rescisão ou até o 10º dia depois da comunicação da demissão em caso de inexistência de aviso prévio ou aviso prévio indenizado.

Diversos motivos — como falta de dinheiro ou desconhecimento da lei — podem fazer com que uma empresa atrase o recolhimento do dinheiro. Muitas vezes, os trabalhadores só percebem que algo está errado quando são desligados e vão sacar o FGTS.

Uma situação recente que levou pessoas a descobrirem que seus empregadores não fizeram o pagamento correto foi o saque das contas inativas do FGTS promovido em 2017. Dito isso, não fazer o recolhimento em dia pode até parecer uma prática comum, mas pode gerar sérias implicações à organização.

Vejamos a seguir quais são as penalidades aplicáveis!

Quais penalidades o atraso nos depósitos do FGTS gera para a empresa?

A prática de atraso ou inexistência do pagamento das parcelas do FGTS é ato ilícito e o empregador pode ser multado conforme o artigo 477 da Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT).

Outra consequência bastante onerosa à empresa é a rescisão indireta por parte do trabalhador, espécie de “justa causa do empregado”. O colaborador pode solicitar a rescisão indireta quando percebe que o depósito do FGTS não está sento realizado.

Na rescisão indireta, o colaborador decide romper o contrato de trabalho, pois o empregador deixou de cumprir suas obrigações. Ele tem direito às mesmas verbas rescisórias da demissão sem justa causa, incluindo o pagamento da multa de 40% do FGTS.

Atualmente, descobrir isso é muito mais fácil, pois existem diversos meios para acompanhar o extrato da conta — como aplicativos de celulares, internet banking e o comunicado bimestral enviado por correio.

Em casos de atraso no pagamento do FGTS na verba rescisória, não observando o prazo descrito no primeiro tópico deste artigo, a empresa deve arcar com multa no valor de uma remuneração do trabalhador, devidamente atualizada. O trabalhador pode, ainda, entrar com uma ação na justiça contra o empregador.

O que fazer quando há FGTS em atraso na demissão?

Mesmo quando é o colaborador que pede demissão, a empresa deve regularizar os depósitos em caso de rescisão contratual.

Independentemente de a empresa ter problemas financeiros ou de ter um acordo para o pagamento de parcelas atrasadas do FGTS com a Caixa Econômica Federal, o empregador deve pagar ao trabalhador as diferenças dos valores para quitação integral do seu FGTS.

Vale destacar que, caso a empresa não tenha realizado os depósitos mensais, ela está sujeita a fazer o pagamento do total em atraso e corrigido monetariamente de uma única vez.

Como calcular o FGTS em atraso?

Em primeiro lugar, é preciso ter conhecimento do salário que foi pago ao trabalhador no período de FGTS em atraso — incluindo todos os ganhos como horas extras, comissão, adicionais noturnos, insalubridade e periculosidade.

Com a soma de todos os rendimentos, multiplique o valor total por 8%. Por último, acrescente os juros de mora, o valor da taxa referencial e a multa por atraso conforme os meses de pagamento pendentes e assim você saberá o valor do FGTS em atraso.

Como regularizar FGTS em atraso?

O Sistema Empresa de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social (SEFIP) é um programa feito para agilizar o processo de recolhimento do FGTS. O programa é encontrado para download no site da Caixa e o recolhimento dos depósitos em atraso é feito por meio dele. Confira o passo a passo para a fazer a regularização:

1. Baixe o índice do mês em que você efetuará o pagamento da guia vencida. Salve o arquivo em local acessível.

2. Com o arquivo no computador, entre no SEFIP e vá em: ferramentas > carga manual de tabela > índice > FGTS. Localize o arquivo que foi salvo. Ao final do processo surgirá a mensagem “carga atualizada com êxito”.

3. Escolha a opção de importar o arquivo do FGTS do programa de sua folha de pagamento.  Escolha abrir novo movimento e selecione a opção FGTS em atraso. Informe a data de recolhimento colocando a data de pagamento. Execute e transmita o arquivo como é feito habitualmente.

4. Após a conclusão dos passos, imprima o novo protocolo de entrega e a GRF em atraso.

Sempre que for realizar um pagamento em atraso, é preciso atualizar a tabela para o período em vigor. Ela é divulgada todo começo de mês e vale até o dia 9 do mês seguinte.

Não recolher o FGTS em dia é um ato ilegal que pode gerar multas, rescisão indireta de contrato de trabalho e processos judiciais. Agora que você conhece todas as implicações do FGTS atrasado e tem um passo a passo para regularizar a situação, ajuste os processos da sua empresa e evite problemas!

 

Fonte Original do conteúdo: blog.convenia.com.br

Aprenda a solicitar um cartão de crédito Nubank

0

O cartão de crédito é um produto que nasceu no mercado para facilitar a vida das pessoas consumidoras. Mas, o cristão pode ter um cartão como esse? É claro que sim. Mas é necessário saber usá-lo de forma a favorecer a sua fé, como para parcelar e fazer compras em uma viagem à Terra Santa, por exemplo.

Mas, o que poderia levar um filho de Deus a solicitar o cartão de crédito do Nubank? A facilidade em usá-lo para compras, em lojas, sites e em outros países. Além do fato de que esse é um cartão internacional e totalmente sem custo de anuidade, o que não acontece nos grandes bancos.

Veja como funciona o Nubank e por que ele pode ser um grande aliado do cristão que tem planos para o futuro, como auxiliar na construção de uma Igreja ou viajar para o lugar onde Jesus passou boa parte da vida em Terra.

Nubank para o cristão: organize as finanças com sabedoria

O cartão de crédito mais famoso do Brasil hoje em dia é o Nubank. Mas, por que o cristão poderia solicitar um cartão como esse? Será que isso faz algum sentido? A verdade é que o produto financeiro tem suas vantagens e quem quer exercer a sabedoria de Salomão pode usar isso a seu favor.

Por exemplo, vamos considerar as mais variáveis situações nas quais a pessoa que acredita em Deus pode usar um cartão de crédito a seu favor, respeitando e seguindo os conselhos do Testamento Divino.

Viva momentos de benção com a ajuda do Nubank

Em uma viagem internacional, por exemplo. Isso porque o cartão Nubank é internacional e o cristão que tem fé sabe que visitar a Terra Santa é algo incrível. Afinal, poder estar onde Jesus passou boa parte da vida é algo muito especial, que dá para sentir na pele.

Outra situação é para o caso do auxílio na construção ou na reforma de igrejas. O cartão Nubank é um cartão de crédito sem anuidade que permite a compra de vários itens e peças de forma parcelada, sem que o cristão precise se endividar e, ainda assim, possa ajudar a sua Igreja e o povo.

Como solicitar o cartão Nubank

Independente da fé, que é motivo para solicitar o cartão Nubank, o cristão deve considerar uma única forma de pedir o seu produto financeiro, sendo através da plataforma digital, que pode ser com o download do aplicativo gratuito para celular ou através do site.

Isso porque o Nubank é uma empresa digital, que tem um cartão de crédito igualmente digital. Com essa facilidade, nenhum cliente desta empresa precisa ir até uma agência bancária e passar por todo processo burocrático para ter ou pedir o produto.

No entanto, mesmo que o pedido seja online, o cliente passa por uma análise de crédito, que inclui a consulta no SPC e no Serasa e o envio de dados pessoais, como nome completo, número do CPF e RG, além do anexo de fotos comprobatórias.

Nome negativado: e agora?

Como este não é um crédito destinado a pessoas que têm pendências financeiras, provavelmente será difícil ter acesso ao cartão se este for o seu caso. No entanto, como as misericórdias do Senhor se renovam a cada manhã, nunca é tarde para buscar se organizar nesta área.

Procure quitar as suas dívidas, pagar tudo o que deve e limpar o seu nome nas instituições de proteção ao crédito. Dessa forma, ficará mais fácil conseguir ter acesso aos benefícios do cartão Nubank e outros formatos de crédito. Além disso, é claro, você vai poder dar um bom testemunho de plenitude e prosperidade nas vida financeira.

Taxas do Nubank

O Nubank tem o diferencial de ser um cartão de crédito com função internacional e isento de tarifas, como a anuidade, o saque no cartão, emissão da 2ª via, etc. No entanto, ele pratica as taxas de juros no crédito rotativo (até 14% ao mês) e no parcelamento da fatura (até 13,75% ao mês).

Também gera multa em caso de atraso no pagamento da fatura. Para este caso, o percentual aplicado sobre o valor da cobrança é de 2%. Todas as informações financeiras e de taxas de juros estão disponíveis no site do Nubank.

SAC Nubank: tire todas as suas dúvidas

Caso você tenha ficado interessado neste produto financeiro, recomendamos que antes de concretizar a solicitação seja realizado um contato com a própria Nubank. Desta forma, você poderá ficar seguro de todas as informações que aqui foram apresentadas.

Para isso, a instituição dispõe de algumas modalidades para contato. São elas:

  • Via telefone: para contatar o SAC, disque 0800 591 2117. Através desse número, você terá suporte 24h para qualquer dúvida ou problema que tiver com o cartão ou com os demais serviços da empresa;
  • Chat virtual: no próprio aplicativo para smartphone, dê início a uma conversa no chat disponível. A tecnologia da Nubank é melhorada dia após dia para atender seus clientes.

Homem Descobre Uma Corrente De Metal e Seu Instinto Lhe Diz Para Continuar Cavando

0

O galês Mike Smith praticamente cresceu com um detector de metais nas mãos. Desde os 12 anos, ele está em campos, bosques e outros locais em busca de tesouros enterrados. O sonho: encontrar algo extraordinário.

Mas ele nunca esperava encontrar uma corrente antiga enterrada a alguns metros de onde estava. Quando seu intestino lhe disse para continuar cavando, ele apenas seguiu. Ele jamais adivinharia o que estava prestes a desenterrar.

Conheça Mike, Um Admirador De Detectores De Metais

Mike Smith é um entusiasta de detecção de metais de Pembrokeshire, País de Gales. Portanto, sair para procurar um tesouro enterrado em um dia chuvoso nunca foi um sacrifício para ele. Afinal, ele tinha o sonho de encontrar algo precioso escondido por aí.

Meet Mike, A Metal Detector Hobbyist

Bruce Forbus/Pinterest

Mas ele nunca esperava que o bipe alto de sua máquina mexeria tanto com sua mente. Logo, a adrenalina começou a bombear em suas veias enquanto ele girava o detector para frente e para trás sobre o solo úmido. O que havia lá embaixo?

Nubank o Melhor cartão de credito segundo os Brasileiros

0

As facilidades e comodidades possibilitadas pelo uso do cartão de crédito em nossa rotina são inúmeras, e para facilitar a vida de muitos brasileiros, o Cartão de Crédito Nubank, vem se tornando o “queridinho”.

O Cartão Nubank, oferece facilidades na hora da solicitação, sem burocracia, e os juros são mais em conta que outros cartões de créditos, o Nubank oferece tres tipos de produtos/serviços inovadores: cartões de crédito sem anuidade e taxa de adesão; programa Rewards de recompensa (seu programa próprio de milhas) e NuConta.

Certamente o mais popular destes serviços é o cartão de crédito Nubank. A empresa surgiu como pioneira na oferta de cartões de crédito sem a necessidade de vínculo direto com uma conta corrente.
O Nubank oferece cartões de crédito sem anuidade e taxa de adesão. O limite, por sua vez, varia de cliente de cliente (considerando sua renda mensal, que, inclusive, não precisa ser comprovada).

Vantagens do Cartão de Crédito Nubank

  • Não cobra anuidade.
  • Descontos na antecipação de pagamentos.
  • Facilidade em acompanhar o extrato pelo app.
  • Autonomia para solicitar aumento de limite.
  • Qualidade no atendimento ao consumidor.
  • Bloqueio do cartão pelo app.
  • Cartão virtual.
  • Possibilidade de fazer saques.

Tem como aliado um programa para baixar em seu celular Android ou iOS e acompanhar sempre seus gastos, limites ou verificar se houve compra indevida em tempo real de uso do cartão, podendo usar esse programa também para bloquear seu cartão em caso de perda ou furto. Por ser também um cartão virtual, o cartão não cobra anuidade, tarifas de uso e nem alguma outra taxa.

Como solicitar o Cartão de Crédito Nubank

Para realizar o pedido do cartão é necessário que acesse o site www.nubank.com.br, em seguida selecionar no canto direito da tela a opção “Pedir meu convite”, para fechar o cadastro é necessário preencher uma pequena ficha com seus dados, nome, CPF, e-mail para contato, após só aguardar o e-mail que será enviado informando se foi aprovado.

Requisitos básicos para realizar o cadastro

  • Seu nome deve estar limpo na praça
  • É necessário ter boa capacidade de limite no mercado
  • Mesmo não precisando comprovar renda, estamos falando de uma instituição financeira, por isso necessita de uma verificação de cadastro para saber se você pode pagar as faturas.

Não temos estigmatiza de quando seu cadastro vai ser confirmado, pode ser aprovado dentro de um semana há um mês. Mas podemos considerar que normalmente o cartão físico chega em menos de dez dias, A liberação, é cadastrada online mesmo. O limite será ditado após a análise de seus dados, tudo dependerá do seu histórico na praça, com critérios próprios da empresa que fará o julgamento da conta.

Confira 7 tendencias no ambiente econômico para 2020

0

O Ministério da Economia projeta que o Brasil registrará crescimento econômico de 2,40% em 2020. Isso mostra que a expectativa é de um ano de melhoria no nosso país. Mas quais são as principais tendências na economia nacional?

Imagem Divulgação

Todos os anos, existem temas, segmentos e perspectivas que marcam o ano e apresentam as melhores oportunidades de performance para investidores, empresários e todas as pessoas que atuam no mercado econômico.

Por isso, é essencial saber quais as tendências na economia em 2020 para se planejar e aproveitá-las ao máximo. Ficou interessado em saber quais as principais tendências? Então siga a leitura!

1. MUDANÇAS NO INSS É UMA DAS TENDÊNCIAS NA ECONOMIA EM 2020

O ano de 2019 ficou marcado pelo debate em relação a Reforma da Previdência. O ano inteiro foi dominado pelo assunto, que só foi votado e aprovado pelo Congresso no fim de outubro.

Por ser uma mudança tão significativa, as alterações no INSS e derivados também serão uma das grandes tendências de 2020. Não tanto por novas reformas, mas pelo controle de aplicação das novas regras.

Em 2020, as empresas ficarão de olho no calendário de pagamento INSS, nas novas alíquotas de recolhimento, nas alterações nas regras de benefícios fora da aposentadoria e muito mais.

Para quem trabalha, será um ano de adaptação às mudanças e entendimento prático do que foi debatido apenas no ramo intelectual em 2019.

No site Meu INSS você pode ter todos os detalhes sobre pagamentos e novidades. 

2. AUTOMAÇÃO PRODUTIVA SERÁ UM ASSUNTO MUITO DISCUTIDO NO ANO

Uma das maiores discussões da economia mundial é a automação produtiva. Em 2020, o assunto deverá chegar a um ponto inédito, já que as tecnologias que permitem essa tendência estão se aprimorando.

Por exemplo, as cadeias automotivas não estão mais restritas apenas às fábricas. Elas estão chegando a setores de serviços, como entregas (a China já fez a primeira entrega por drones), advocacia e até em lanchonetes, com o robô que frita hambúrgueres automaticamente.

3. QUEDA DA RENDA FIXA E ASCENSÃO DA RENDA VARIÁVEL PARA OS INVESTIDORES

2019 trouxe um recorde para a economia brasileira: o menor patamar da Taxa Selic da série histórica. Nunca a taxa de juros da economia foi tão baixa.

Com isso, a perspectiva é que, novamente, a Caderneta de Poupança deixe de ser um bom investimento: com os números atuais, ela deverá perder em cerca de 0,5% da inflação em 2020.

Por isso, uma das tendências na economia para investidores é remover as aplicações de títulos de Renda Fixa, como o Tesouro Direto, LCIs, LCAs e CDBs e direcioná-los para a Renda Variável, mais lucrativa.

Se a Bolsa de Valores já bateu recordes em 2019, a perspectiva é que ela bata muito mais em 2020, com esse crescimento e valorização das possibilidades de Renda Variável.

4. FOCO AMBIENTAL PARA EMPRESAS E POLÍTICOS DE TODOS OS LUGARES

A personalidade do ano pela revista Time em 2019 foi a ativista Greta Thunberg. Nos EUA, a congressista Alexandria Ocasio-Cortez foi a mais comentada ao propor o Green New Deal, um acordo econômico que visa zerar as emissões de carbono no sistema produtivo americano até 2020.

Ainda nos EUA, o candidato à presidência pelo Partido Democrata, Bernie Sanders, tem subido nas pesquisas com um discurso ambientalista, o mesmo que deu destaque nas votações na União Europeia em 2019.

É inegável que o ambientalismo está em pauta em 2020, especialmente a cada vez que relatórios de cientistas saem com alertas sobre o meio ambiente e o aquecimento global.

Por isso, uma das grandes tendências na economia em 2020 será o foco ambiental que as grandes empresas e políticos darão para as suas ações e qual o impacto econômico disso.

5. MARKETING INTERATIVO COMO FERRAMENTA DE CRESCIMENTO ECONÔMICO

O Marketing é um setor em constante transformação. O que funciona em um ano, não dá resultados em outro pois o jogo já mudou quase que completamente. 

Em 2019, o foco foram nos influenciadores. É fato que eles ainda permanecerão em evidência em 2020, mas a grande tendência será o marketing interativo como plataforma de crescimento.

As grandes empresas utilizarão ferramentas de interação como realidade aumentada, realidade virtual, pesquisas, jogos e outros elementos com base em dados para obter os melhores insights e negócios de seus clientes.

6. ASSINATURA COMO SERVIÇO É UMA DAS TENDÊNCIAS NA ECONOMIA DE 2020

O segmento de assinatura como serviço vem crescendo ano após ano e deve chegar ao auge em 2020. Além das famosas caixas-surpresa, que são vendidas com dezenas de temáticas como roupas, livros, comidas, brinquedos e mais, praticamente qualquer serviço será vendido como assinatura em 2020.

Já existem aqueles que oferecem cardápios por assinatura (basta escolher uma opção e receber em casa todos os ingredientes para a comida da semana), advocacia, mentoria, contabilidade e muito mais.

As principais ferramentas para os serviços de assinatura, como entregas mais ágeis, parcerias para vendas em escala e marketing pela Internet, já estão desenvolvidas o suficiente para gerar resultados cada vez maiores.

Além disso, o alto nível de desemprego estimula as pessoas a encontrar soluções criativas para conseguir dinheiro, o que gera negócios inovadores como esses. Por isso, ainda há muita margem de crescimento para o setor.

7. COMPARTILHAMENTO E COWORKING EM VÁRIOS SETORES DIFERENTES

Por fim, 2020 será o ano em que a queda do espaço físico como obrigatoriedade de negócio acontecerá como uma das grandes tendências na economia.

Coworking e espaços compartilhados (como as cozinhas que estão abrindo nas grandes capitais) permitirão a criação de empresas que existem no espaço digital, mas cujo espaço físico está em constante mudança.

Isso permite que as empresas seja mais livres para se realocarem sempre que quiserem, uma vez que não têm uma base fixa em algum lugar. Por exemplo, um cozinheiro pode criar um restaurante em um aplicativo como o Rappi e alugar diversas cozinhas compartilhadas pelo Brasil, fazendo uma espécie de “turnê” com os seus pratos.

Ao mesmo tempo, abrir empresas e restaurantes fica mais barato, o que permite um maior nível de empreendedorismo no país.

E aí, o que achou das principais tendências na economia em 2020? Acha que tem o que é preciso para explorá-las ao máximo? Então deixe um comentário abaixo com a sua opinião sobre o assunto!

X